São Paulo, 27 de fevereiro de 2019

Plenário: Covas discorda da ideia do Parque Minhocão

Nesta terça-feira, 26, Mario Covas Neto utilizou seu tempo no pequeno expediente da sessão plenária para expor sua visão sobre a criação do Parque Minhocão, anunciada pelo prefeito Bruno Covas na semana passada.

Covas relembrou a decisão tomada pelos próprios vereadores de desativar o elevado João Goulart, o Minhocão, presente no Plano Diretor da cidade, e sublinhou sua preocupação de que isso não se transformasse em um caos – sobretudo para o trânsito – dada a necessidade de rotas alternativas para suprir as necessidades dos motoristas.

“No momento em que vejo em um anúncio a intenção de transformar 900 metros do Minhocão em um parque, suponho que o estudo [do tráfego] foi feito e a questão do trânsito foi superada”, pontuou.

O parlamentar do Podemos questionou ainda qual caminho será adotado pela prefeitura para a construção do parque e lembrou que possui, juntamente com o vereador Caio Miranda (PSB) um projeto de lei que propõe o desmonte do elevado.

Lembrou ainda do plano de análise técnica de pontes e viadutos da prefeitura que tem o Minhocão entre os objetos a serem vistoriados. “Se já a ideia de que ele tem problemas, como se anuncia a criação do parque?”. Hoje, quem transita pela avenida Amaral Gurgel em dias de chuva pode observar vê água escorrer pelas vigas de sustentação do viaduto por conta de infiltrações. Além disso, pequenas árvores e vegetação são vistas crescendo no meio do asfalto.

“Anunciar um parque neste momento é inadequado, impróprio e deveria ser revisto”, finalizou.

Tags: ,

[manual_related_posts]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *