São Paulo, 25 de março de 2019

Artigo: Mais foco, presidente

Uma pesquisa feita pelo Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Economias (Ipespe) divulgada nesta semana aponta um aumento da desaprovação ao governo do presidente Jair Bolsonaro. A porcentagem dos que consideram a gestão ruim ou péssima subiu de 17% para 24% entre fevereiro e março.

Não me causa estranhamento. Com menos de 100 dias de governo, o presidente já fez uma série de manifestações que causaram desconforto até em seus eleitores. No carnaval, a publicação de um vídeo obsceno em suas redes sociais trouxeram à tona o debate sobre o decoro parlamentar. Na última semana, compartilhou uma notícia falsa com declarações distorcidas de uma jornalista e a acusou de querer ‘derrubar o governo’.

Também me parece muito estranha a postura do presidente em permitir a interferência direta de seus filhos no governo. Um deles, por exemplo, vereador no Rio de Janeiro, recentemente esteve em Brasília despachando com deputados. Também foi ele o responsável por agravar uma crise que culminou na demissão de um ministro.

Ainda sobre a questão dos imigrantes, outro de seus filhos disse: “Brasileiro que vem pra cá [Estados Unidos] de maneira regular é bem-vindo. Brasileiro ilegalmente fora do país é vergonha nossa”. Sobre isso, um breve parênteses: minha visão é um bocado diferente. Triste do país que não consegue manter seus cidadãos nele, forçando-os a migrar em busca de melhores condições de vida e trabalho.

Tudo isso pode ser extremamente desgastante para um governo que acaba de começar e precisa de apoio para fazer prosperar uma série de medidas e reformas, entre elas a da Previdência. Arriscar tanto potencial político tão rapidamente pode custar caro ao Brasil.

A campanha eleitoral já acabou há tempos, portanto é passada a hora de deixar o discurso eleitoral de lado e focar no trabalho. Mesmo não concordando com o presidente em diversos pontos, desejo-lhe sorte e espero que resulte em êxitos a todos nós.

[manual_related_posts]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *