Opinião

Incertezas e mudanças

Há tempos um ano não era encerrado com um cenário político tão incerto quanto 2015. Com o andamento das investigações da Operação Lava Jato, ficam em xeque a permanência da presidente da República no cargo, assim como o futuro do vice, dos presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado, de alguns ministros, deputados federais e senadores.

Ou seja: a gravíssima situação dos cenários político e econômico do país não deve melhorar enquanto os principais nomes da política nacional permanecerem na corda bamba.

Há quem pense que, por ser do partido de oposição ao governo, sinto alguma satisfação em ver quão difícil é a realidade brasileira nesse momento. Errado. É com enorme preocupação e tristeza que acompanho as notícias. O Brasil estagnou.

Como homem público, não me lembro de ver uma situação tão caótica como a apresentada atualmente. As mudanças são urgentes. Independente do que acontecerá no plano federal, o país precisa de uma definição para voltar a crescer e prosperar.

Quando focamos na cidade de São Paulo, mais precisamente nas eleições do ano que vem, o quadro não é menos confuso. Isso porque o líder nas intenções de voto para ocupar a prefeitura pode ter sua candidatura inviabilizada por uma decisão do Supremo Tribunal Federal. O motivo: uma condenação por peculato em novembro desse ano.

No que diz respeito às do PSDB, as prévias do partido (a serem realizadas em 28 de fevereiro) ainda são uma incógnita. Ainda que esta seja a forma mais democrática de se decidir quem disputará o pleito para o governo municipal no ano que vem, até agora só tem-se a confirmação do nome de dois pretendentes.

E pessoalmente, para mim também será um momento aflitivo, mas de grande importância, pois verei como meu mandato será avaliado pela população. Será como um teste, um novo vestibular. E cabe sublinhar: teremos eleições atípicas, precedidas por uma campanha curta, com pouquíssima propaganda política – quase tão rara quanto os enfeites de Natal desse ano – e outra dúvida: como os eleitores escolherão seu candidato a vereador diante disso?

Diante de tantas incertezas, fica quase impossível saber o que esperar de 2016. Resta a esperança por dias mais favoráveis para o país, para nossa cidade e para cada um de nós.

Conheça nosso mandato mais de perto

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *