São Paulo, 29 de maio de 2014

Covas vota contra fim do rodízio de veículos

"Apesar de não ser mais eficaz como foi anteriormente, extingui-lo é uma decisão equivocada", diz vereador

destaquejn

Nesta quarta-feira, 28, a Câmara Municipal aprovou em segunda votação o fim do rodízio de veículos na cidade de São Paulo. Mario Covas Neto votou contrário à medida, proposta pelo vereador Adilson Amadeu (PTB).

Apesar de afirmar que o rodízio não é mais eficaz como era quando foi criado, em 1997, Covas afirma que extingui-lo não é a melhor solução.

“O ideal é discutir outras alternativas sobre a forma de executá-lo. Algumas ideias são ampliá-lo para o dia inteiro, substituir a atual restrição de dois finais de placas por dia pela de final par ou ímpar ou a de sorteio diário dos números finais a serem proibidos de circular”, disse.

Repercussão na imprensa
Em reportagem exibida no Jornal Nacional desta quinta-feira, 29, Mario Covas Neto aparece solicitando ao presidente da Câmara, vereador José Américo (PT), que sejam registrados os nomes dos parlamentares que, como ele, votaram contra a medida. A bancada do PSDB repudia o fim do rodízio.

Tags: , , , ,

[manual_related_posts]

Uma resposta Covas vota contra fim do rodízio de veículos

  1. Sadao disse:

    Se o Transporte Publico fosse mais organizado creio que muitos iriam favorecer a ele!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *