Opinião

Benefícios no transporte público municipal

Covas propõe levar Tarifa do Madrugador e Bilhete do Professor aos ônibus

Implantado pelo governo do Estado no Metrô e na CPTM, o Bilhete do Professor oferece desconto de 50% para profissionais que lecionam em cursos dos ensinos Fundamental, Médio, Superior ou Técnico Profissionalizante em instituições autorizadas das redes pública ou privadas.

A fim de integrar esse benefício a todo sistema de transporte da capital, elaborei um projeto de lei que prevê a criação do Bilhete do Professor para atender os usuários de ônibus e micro-ônibus.

Propomos também a criação da Tarifa do Madrugador. Esta alinha-se ao à anterior no sentido de estender as vantagens oferecidas pelas empresas de transporte sobre trilhos aos ônibus e favorecer os usuários contemplados da maneira adequada.

No caso da tarifa do madrugador, a intenção é aplicar uma cobrança de valor reduzido entre as 4h a 6h durante os dias de semana e sábados a todos os usuários. Com isso, apresenta-se mais uma alternativa a estimular o embarque de passageiros em um horário alternativo, reduzindo a lotação em outras faixas da manhã.

A modalidade já se aplica no Metrô e na CPTM, com um desconto de 23% em relação ao valor cobrado normalmente – R$ 3,80. No entanto, o valor do desconto sobre o preço dos ônibus, conforme determinado no PL apresentado por mim, será definido pela prefeitura, bem como seu alinhamento com outros tipos de transporte.

Deve ficar claro: nenhum destes projetos propõem inovações, apenas a universalização de benefícios até o momento parciais.

O mesmo quis fazer com o Bilhete do Desempregado, projeto de minha autoria que o prefeito preferiu vetar para, na sequência, lançá-lo como decreto e assim, tomar para si o crédito – porém, nunca retirado do papel.

Conheça nosso mandato mais de perto

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *